Blitz Amazônico
CidadaniaCidadaniaPrefeitura de Manaus

Escola André Vidal de Araújo recebe ‘Ação Cidadania’ para atender famílias dos alunos

Com um trabalho em conjunto com o Núcleo de Parcerias Institucionais (Nupi), da Secretaria Municipal de Educação (Semed), a Escola Municipal de Educação Especial (EMEE) André Vidal de Araújo, da Prefeitura de Manaus, no bairro Nossa Senhora das Graças, zona Sul, realizou, nesta terça-feira, 18/10, uma “Ação Cidadania”, em parceria com a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), em tempo integral.


O objetivo da ação foi atender os pais e os responsáveis dos alunos com informações, orientações e pedidos de documentos específicos de necessidade da pessoa com deficiência.

A atividade faz parte do projeto “Bem Viver Família André Vidal de Araújo (AVA)”, proporcionando momentos de acolhimento da família dos alunos da escola. Na oportunidade, foram realizadas emissão da carteira da pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA), da pessoa com deficiência, e concessão do passe intermunicipal.

Para a diretora da escola, Mônica Pinheiro, a “Ação Cidadania” atendeu à reivindicação dos pais e dos responsáveis, que têm dificuldades para conseguir a documentação e até mesmo informações.
“São documentos importantes para a pessoa com deficiência. Nós agradecemos ao prefeito David Almeida e à secretária Dulce Almeida, que têm nos dado condições humanizadas para fazer um bom trabalho dentro da nossa escola. E, hoje, a comunidade tem a oportunidade de tirar essa carteira com facilidade, sem precisar se deslocar ou enfrentar dificuldades. A partir dessa parceria com a Sejusc, nós estamos aqui para ajudar nossa comunidade”, citou.

A doméstica Jussara Castro Melo, 46, mãe do aluno do 2º segmento da Educação de Jovens e Adultos (EJA), Francisco Lucas Melo, 22, aproveitou a ação para tirar e atualizar alguns documentos.

“É um evento importante, porque muitos de nós, responsáveis, não temos tempo de ir à secretaria para emitir os documentos. Essa ação é bem-vinda, porque são muitos alunos com deficiência. Nos ajuda muito, não podemos andar para cima e para baixo com eles, porque, embora eles não paguem passagem, nós temos de pagar. Só temos a agradecer”, comentou.

De acordo com o assessor técnico da Secretaria Executiva da Pessoa com Deficiência, Magno Sancho, da Sejusc, a parceria com a escola para atender os responsáveis nesse sentido é muito importante.
“Essa parceria é importante, pois podemos levar as informações e orientações para as famílias dos alunos. A gente aproveita o tempo das pessoas na escola para ajudar a solicitar os benefícios. Para emissão do documento, é feito um cadastro da pessoa, daí ela aguarda de 15 a 20 dias para sair essa carteira”, explicou.
Fotos – Henrique Silva/Semed

Post Relacionado

Bomba: conversa picante de Whindersson com loira misteriosa vaza na internet; veja prints

Shayenne

PMAM prendeu 11 pessoas durante os patrulhamentos realizados nas últimas 24 horas, no estado

Patrick

‘Terá grandes desafios e a missão é elevar a universidade’, diz Serafim sobre vitória de Zogahib na UEA

Victória Farias