Blitz Amazônico
Esporte

R20 faz 3 a 0 no Torpedo Resenha e é o campeão do Paralelo

Em uma partida eletrizante do começo ao fim, na noite desta terça-feira (23/01), o time do R20/ Amigos do Bolinha consagrou-se campeão do Paralelo das Rainhas, por 3 a 0, contra o Torpedo Resenha. A equipe agora volta ao Peladão 2024 entre os 16 times, nas oitavas de finais.

Quem acompanhou o jogo no Campo do Florestão, no bairro nova Floresta, Zona Leste de Manaus, viu um R20 entrosado e com jogadas criativas. Aos quatro minutos do primeiro tempo, o meia-atacante Arison abriu o placar com um belo chute de fora da área, no cantinho do gol sem chance para o goleiro adversário.

O segundo gol veio minutos depois após uma bela assistência de cabeça do jogador Jonh Kennedy da Matinha, Arison balançou a rede novamente com um golaço para odelírio da torcida vermelha e azul que acompanhou a partida.

Para consagrar a vitória sobre o Torpedo Resenha, o R20 balançou a rede mais uma vez ainda no primeiro tempo. O jogador Ribéry, camisa 10 do time, sofreu uma falta quase na entrada da área ao aplicar uma “caneta” no adversário, o lateral-direito Luan Kennedy mandou um lançamento preciso na grande área, direto na cabeça de Ismael – que desviou para o fundo do gol.

“A final do Paralelo é o resultado de um trabalho em equipe. O R20 não desanimou ao ser desclassificado da fase principal do Peladão e veio para o Paralelo com toda garra e determinação. Enfretamos quatro duras partidas seguidas contra adversários com grande potencial, mas prevaleceu a união e a força que esse elenco tem. Agora, vamos voltar com todo o gás. Na certeza de quem temos capacidade para enfrentar qualquer equipe de igual pra igual”, destacou o meia-atacante Ribéry – que já jogou no Vitória da Bahia, Libermorro e São Raimundo.

No segundo tempo, o Torpedo Resenha bem que tentou reverter o placar fazendo várias finalizações de jogadas, mas sem sucesso. O R20/Amigos do Bolinha fechou a zaga e jogou com mais qualidade. O destaque foi para o goleiro Gibson, que fez pelo menos quatro defesas dificíeis que poderiam ter tirado o título do R20.

R20

Fundado em 2012 por Ewerton Paes, Victor Barbosa e Leandro Matos, o R20/ Amigos do Bolinha surgiu entre uma conversa de amigos da rua 20, do Conjunto Castelo Branco, parque Dez.

“É um time de amigos, que leva o nome da rua onde crescemos. Hoje contamos com jogadores de outras regiões da cidade, como é o caso do Beco do Macedo. Temos, pelo menos, oito jogadores que são de lá e tornaram-se parte da família”, disse Ewerton Paes, mais conhecido como “Bolinha”

Post Relacionado

Festival de futsal encerra primeira edição dos Jogos dos Núcleos do ‘Manaus Esportiva’ da prefeitura

victoria Farias

SAMPAOLI GOSTOU! Gabigol encerra jejum de gols e Mengão vence o Coritiba no Maracanã

blitzamazonico

5ª Copa Cidade de Manaus acontece dia 1º de fevereiro

blitzamazonico