Blitz Amazônico
CidadaniaCidadaniaPrefeitura de Manaus

Prefeitura reaproveita poda de árvores no viveiro da Semulsp

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), desenvolveu maneiras de reaproveitamento da matéria orgânica, com o objetivo de melhorar a destinação dos resíduos de podas de árvores e plantas, no viveiro da sede da Semulsp, localizado na avenida Compensa, bairro Compensa, zona Oeste da cidade.
Os materiais vegetais, principalmente gerados pela poda de árvores e pela manutenção de jardins, representam uma porção importante de resíduos gerados em toda a cidade. Pensando nisso, a Semulsp possui uma destinação adequada desse material, por meio da reciclagem e reaproveitamento.
De acordo com o secretário da Semulsp, Altervi Moreira, a pasta propõe um modelo de gestão para os resíduos da arborização urbana, como galhos e troncos, folhas, flores e frutos, que são reaproveitados no viveiro.
“A equipe do viveiro recebe todo material do campo, produz as mudas e volta novamente ao campo, tornando o jardim de nossas praças, das unidades de saúde e das escolas, bonito de se ver na cidade. Esta é a determinação do prefeito David Almeida, cuidar da cidade e no viveiro isso é sensacional, eles cuidam com amor da nossa cidade”, ressaltou Moreira.
Tijolos ecológicos
O que antes viravam lixos e despesas para os cofres públicos, agora são reaproveitados e transformados em tijolos. É assim que Semulsp está transformando a madeira proveniente da poda de árvores em todo o município. Os troncos e galhos das árvores têm como destinação final a incineração, servindo de combustível, alimentando os fornos das empresas de tijolos.
“São diversas toras de árvores que o nosso aterro deixa de receber. Os serviços da Prefeitura de Manaus, principalmente na Semulsp, passam a contar com tijolo ecológico para os serviços da própria pasta”, explicou Moreira.
Compostagem
Outro serviço feito pela Semulsp é a compostagem, processo de biodegradação dos resíduos orgânicos (provenientes geralmente de origem vegetal, como sobras de frutas, legumes e alimentos em geral, podas de jardim, trapos de tecido, serragem, entre outros), realizada por microrganismos e/ou minhocas. O processo é todo controlado para que ocorra a temperatura, umidade e oxigenação necessárias. O produto da compostagem é o composto orgânico, rico em nutrientes e utilizado para fertilização do solo, além de facilitar que o mesmo retenha mais água e evite erosão provocada pela chuva.
Fotos – Bruno Leão / Semulsp

Post Relacionado

Prefeitura e OSCs realizam sensibilização contra o trabalho infantil em diversos pontos da cidade

blitzamazonico

Após flagrar ‘cheiro no cangote’ da mulher, policial executa ‘talarico’ a tiros em bar; veja vídeo

Shayenne

Profissionais de saúde da Prefeitura de Manaus participam de atividade em alusão ao Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

Victória Farias