Blitz Amazônico
CidadaniaCidadaniaPrefeitura de Manaus

Prefeitura de Manaus promove curso de reanimação neonatal na maternidade Moura Tapajóz

Profissionais médicos e residentes da maternidade Dr. Moura Tapajóz, da Prefeitura de Manaus, localizada no bairro Compensa, na zona Oeste, iniciaram nesta terça-feira, 27/9, o treinamento prático do novo curso do Programa de Reanimação Neonatal em Sala de Parto da Sociedade Brasileira de Pediatria (PRN-SBP) para recém-nascidos maiores de 34 semanas.
O material apresentado no curso, realizado em parceria com a Sociedade Amazonense de Pediatria (Saped), já segue as novas Diretrizes da Reanimação Neonatal 2022 – que têm como base as recomendações da Aliança Internacional dos Comitês de Ressuscitação – Ilcor (Internacional Liaison Committee on Resuscitation, no original em inglês).

“As atualizações no material do curso são necessárias e feitas a cada cinco anos para atuar como guia para a construção das diretrizes adaptadas para a realidade de cada região, país ou grupo de países”, explicou a médica neonatologista da MMT e coordenadora do PRN no Amazonas, Briza Rocha.

O evento, iniciado na segunda-feira, 26/9, com as aulas teóricas, e que segue até esta quarta-feira, 28/9, também marca a campanha “Setembro Verde Esperança” pela conscientização da asfixia perinatal – que é a terceira causa de morte neonatal no mundo e também a principal causa de lesão neurológica permanente em bebês nascidos a termo. A campanha, idealizada pelo Instituto Protegendo Cérebros Salvando Futuros e realizada em parceria com a SBP, tem como mote este ano a hashtag #EuRespiroaVida, que contextualiza esse momento tão decisivo na hora do parto, sendo crucial para a vida do recém-nascido e de sua família.

Ao todo, 56 profissionais médicos e residentes participam de aulas teóricas e práticas sob a coordenação das neonatologistas Sigrid Rodrigues do Nascimento e Briza Rocha. O conteúdo contemplou temas como ventilação com balão e máscara facial, ventilação com máscara laríngea, intubação e ventilação com cânula traqueal, massagem cardíaca e medicações, além de, nessa nova edição, os alunos terem acesso a duas aulas teóricas atualizadas: “Passos iniciais e ventilação com pressão positiva (VPP) com máscara” e “Reanimação avançada”.

“Trabalhamos continuamente a capacitação dos nossos servidores, a fim de garantir uma assistência qualificada aos bebês, o que depende de uma atuação padronizada, sincronizada, e de uma comunicação efetiva entre os profissionais”, destacou a enfermeira obstetra Núbia Pereira da Cruz, diretora da MMT.
De acordo com dados da SBP, no Brasil, dois em cada dez recém-nascidos não choram ao nascer; um em cada dez precisa de VPP; dois em cada cem precisam de intubação traqueal; e um a três recém-nascidos a cada mil precisam de procedimentos de reanimação avançada.

A neonatologista e chefe da Divisão Clínica da MMT, Sigrid Rodrigues do Nascimento, relatou que dados da SBP indicam que a asfixia perinatal é a causa de 30-35% das mortes neonatais, o que representa, em nível global, um milhão de óbitos por ano.
“O treinamento contínuo dos profissionais tem o objetivo de reduzirmos ainda mais a mortalidade precoce associada à asfixia perinatal na Moura Tapajóz. É imprescindível garantirmos um primeiro atendimento apropriado, realizado de forma técnica e com segurança, para a preservação da qualidade de vida do recém-nascido”, avaliou a neonatologista.

No Brasil, a asfixia perinatal é a terceira causa de óbito de crianças abaixo dos 5 anos, atrás da prematuridade e anomalias congênitas.

“Esse curso é focado nos profissionais médicos, mas nosso objetivo é capacitar continuamente todos os profissionais que atuam diretamente no cuidado ao recém-nascido, garantindo que essas pessoas estejam qualificadas para atuar com precisão e rapidez para a redução da mortalidade por asfixia perinatal, bem como diminuição de complicações e situações de emergência durante o nascimento”, concluiu a neonatologista Briza Rocha.

O curso também teve como instrutores os médicos neonatologistas habilitados Paula Célia Dias Menezes, Erika Campelo Loureiro, Andréa Rossana Souza, Alessandra Brandão, Waleska Marcião, Fabiano Pereira e Silva e Nádia Pires.

Fotos – Elienai Emanuel/Semsa

Post Relacionado

“Tava gostoso?”, pergunta marido após flagrar esposa saindo do motel com outro; veja vídeo

Redação

Webconferência da Prefeitura de Manaus fortalece acesso de mulheres ao Serviço de Diagnóstico de Câncer de Mama

Victória Farias

Prefeitura altera trânsito na Bola do Produtor para avanço nas obras do viaduto Rei Pelé

blitzamazonico