Blitz Amazônico
CidadaniaCidadaniaPrefeitura de Manaus

Prefeitura de Manaus leva serviço de recuperação asfáltica ao Campo Dourado

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), iniciou o serviço de recuperação asfáltica de vias do loteamento Campo Dourado, bairro Cidade Nova, zona Norte da capital.


Na primeira etapa, nesta quarta-feira, 26/10, a rua Durango é a beneficiada.
A via estava com um trecho bastante comprometido, com inúmeros buracos, que impediam a passagem de veículos e pedestres. As equipes trabalham no local com 12 servidores, aplicando 40 toneladas de massa asfáltica, com retroescavadeira, rolo compressor e caminhões.

De acordo com o engenheiro responsável pelo Distrito de Obras da área, Érico Braga, os trabalhos são realizados com celeridade e qualidade, para levar melhorias aos moradores e devolver a trafegabilidade segura da via.
“É determinação do prefeito David Almeida e do secretário de Obras, Renato Júnior, que executemos um serviço de qualidade, levando infraestrutura a todos os bairros, sobretudo os mais distantes que não recebiam a merecida atenção das antigas gestões”, afirmou Érico.

O prefeito David Almeida e o secretário Renato Júnior fiscalizam diariamente os serviços que estão sendo executados na cidade, tanto nas vias principais quanto nos trechos secundários, priorizando a qualidade, garantindo uma trafegabilidade mais segura e tranquila a todos que circulam.

“Estou muito grato pela Prefeitura de Manaus olhar por nós e por nossas necessidades. Aqui passam muitos veículos e crianças a caminho da escola, e um trecho da rua estava bastante comprometido e esse serviço chegou na hora certa, para melhorar nossa vida”, comemorou a moradora da rua Durango, Maria Silva.

Post Relacionado

Anvisa orienta hospitais sobre casos de varíola dos macacos

Redator

Prefeitura de Manaus chega a 82% das ações de projeto-piloto para as comunidades rurais

victoria Farias

Mais 1,2 mil pessoas recebem serviço de elevação da rede de água em áreas impactadas pela cheia do rio Negro, em Manaus

Redação