Blitz Amazônico
CidadaniaCidadaniaPrefeitura de Manaus

Prazo para a atualização do Cadastro Único encerra nesta sexta

Encerra nesta sexta-feira, 14/10, o prazo para atualização cadastral das famílias inseridas no Cadastro Único (CadÚnico) que tenham realizado a última atualização dos dados nos anos 2016 e 2017.


Com o fim do prazo, as famílias que não atualizaram os dados passarão a ter os benefícios, como o Auxílio Brasil, suspensos. Atualmente, Manaus tem 357.676 famílias inseridas no Cadastro Único. Desse total, quase 219 mil famílias recebem o Auxílio Brasil.
Apesar dos avisos emitidos pelo Governo Federal a respeito do prazo, um total de 14.743 famílias ainda precisam comparecer a um dos 20 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), unidade responsável pelo atendimento, para regularizar a situação. A Prefeitura de Manaus conta ainda com duas subcentrais do Cadastro Único, localizadas no Shopping Phelippe Daou e na Galeria Popular Espírito Santo, e de uma Central do Cadastro Único, localizada na sede da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), responsável pelo gerenciamento das unidades. As unidades funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
“Uma das condições para manter o cadastro válido é que as famílias beneficiadas o atualizem a cada 24 meses, processo que foi suspenso nos últimos dois anos em virtude da pandemia da Covid-19. É importante a atualização cadastral para que as famílias não sofram sanções devido a um cadastro não atualizado, como o bloqueio dos benefícios recebidos”, destacou o chefe da Divisão de Cadastro Único e Transferência de Renda da Semasc, Douglas Marques.
Ainda não foi definida a data de bloqueio para os cadastros das famílias que realizaram a última atualização nos anos 2018, 2019 ou 2020.
Sobre o Cadastro Único

O Cadastro Único (CadÚnico) é a forma principal do governo de incluir famílias de baixa renda em programas federais como Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) e Benefício de Prestação Continuada (BPC), além de dar direito ao Auxílio Brasil, entre outros benefícios.

Quando a família se inscreve no Cadastro Único, ela se compromete a atualizar os dados sempre que há uma mudança nas características da família ou de domicílio ou, no máximo, a cada dois anos. Nesse caso, o próprio cidadão busca espontaneamente um Cras ou posto do Cadastro Único para atualizar seus dados e é necessária para evitar a suspensão de benefícios ou o cancelamento.
O governo federal também pode convocar as famílias, por meio de cartas, extratos ou telefonemas, a fazer a atualização.

Fotos – Marcely Gomes / Semasc

Post Relacionado

Ocas do Conhecimento da Prefeitura de Manaus promove exposição sobre Biodiversidade

victoria Farias

Vacina contra Covid-19 é ofertada em 74 unidades da prefeitura nesta semana  

blitzamazonico

“Sem representantes nesses locais importantes, nós não temos nem voz e nem vez” – Exclama enfermeiro Sandro sobre a necessidade de um profissional da saúde ocupar a Assembleia legislativa

Victória Farias