Blitz Amazônico
BrasilCidadaniaCidadania

Modelo debocha de entregador de delivery de bicicleta e perde título de miss vencido em concurso; veja o vídeo

Que a vida de entregador de delivery é desafiadora isso todo mundo já sabe, ainda mais para quem tem que correr contra o tempo e fazer a entrega dos pedidos de bicicleta. 

Como se não bastasse a luta diária para percorrer as distâncias sem deixar o alimento esfriar, trânsito, frio, chuva alguns profissionais ainda são alvo de comentários depreciativos e de zombarias de alguns.
Um exemplo disso aconteceu em Campo Novo do Parecis, município localizado no estado de Mato Grosso, a uma distância de 391 quilômetros da capital Cuiabá, quando a missa da cidade identificada como Bruna Reis Figueiredo, publicou em sua página pessoal no Instagram um vídeo em tom de deboche ao se referir ao trabalho de um entregador do aplicativo Uber Eats.
“Eu não acredito. Está ruim para mim, está ruim para você, está ruim até para o Uber Eats. Olha isso daqui. Não é desmerecendo o trabalho do menino, mas é aí que você vê o porquê sua comida chega atrasada. A pessoa além de estar de bicicleta, está na marcha lenta, não está conseguindo subir a ladeira”, zombou a missa.
No vídeo, enquanto interage com seus seguidores, Bruna dá diversas gargalhadas ao comentar sobre o trabalho realizado pelo entregador.

Não demorou muito e após divulgação do vídeo debochando do entregador de delivery para começar o cancelamento da miss nas redes sociais. Além disso, a organização do Miss Mato Grosso decidiu retirar o título de miss Campo Novo do Parecis, da modelo Bruna Figueiredo.
Confira a nota na íntegra:
A organização responsável pelo Concurso Miss Mato Grosso informa que decidiu em retirar o título de Miss Campo Novo do Parecis 2019, de Bruna Figueiredo.
Bruna feriu os princípios que regem o concurso e a função que uma representante precisa exercer durante o período em que assumiu o compromisso de ser miss. Ainda na segunda-feira, Bruna Figueiredo será notificada da decisão.
A organização repudia qualquer atitude discriminatória ou que deprecie outro ser humano. Tal conduta não é condizente com a função assumida ao conquistar a coroa que ela representa.
Lamentamos o ocorrido e reiteramos nosso compromisso, seriedade e respeito que o Concurso Miss Mato Grosso tem com a sociedade mato-grossense.
Warner Willon e Nadeska Calmon
Organização Miss Mato Grosso


Post Relacionado

VEJA VÍDEO: Amazonino diz que governador abandonou a AM-010 e tem dinheiro de sobra para comprar políticos

Redação

Perigosa e fatal: escada rolante de shopping mata adolescente

Shayenne

Prefeitura marca presença em caminhada contra a violência ao idoso

Victória Farias