Blitz Amazônico
BrasilCidadaniaCidadania

Estudante de medicina é preso por induzir crianças a mandarem fotos íntimas

Um caso se tornou viral recentemente e chocou a todos. A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu na última quarta-feira, 31 de agosto, um estudante de medicina de 39 anos. A prisão foi decretada em razão do suspeito induzir menores a enviar imagens sexuais e íntimas pela internet.






Segundo a Polícia Civil, o suspeito atuava em jogos virtuais, e suas vítimas tinham até 13 anos. O nome do suspeito não foi divulgado até o momento. As investigações começaram em junho de 2021, depois que a mãe de uma das vítimas descobriu as mensagens sexuais do filho de 12 anos com o suspeito.

Segundo a polícia, o criminoso atuou no Distrito Federal, mais precisamente em Mato Grosso, Minas Gerais. Os investigadores também suspeitam que o suspeito tenha sido m0rt0* na Bolívia. O suspeito estava foragido desde 2021, e foi encontrado recentemente em uma cidade do Mato Grosso.

Segundo informações da Polícia Civil, a mãe de uma das vítimas percebeu, em junho de 2021, que conversas com o suspeito ocorreram há cerca de um mês, em meio a jogos online, que seu filho jogava.



Conversas entre homem preso e vítima de 12 anos – Foto: Reprodução


Em conversas no jogo e no aplicativo, o suspeito manipulou o menor para receber fotos de nudez, enquanto o suspeito também lhe enviava fotos e vídeos pornográficos para a criança.

Investigadores relataram que o suspeito usou sua influência em jogos online para convencer vítimas, crianças, a trocar fotos e vídeos sexuais, com a promessa de colocá-los em posições de destaque e receber prêmios no jogo.

Fonte: AracajuNotícias

Matéria: https://aracajuagoranoticias.com.br/estudante-de-medicina-e-preso-por-induzir-criancas-a-mandarem-fotos-intimas-veja-conversas-exclusivo/

Post Relacionado

Influencer viciada em plásticas diz precisar de cadeira de rodas por tamanho de seios

Shayenne

Sensor de colisão lateral poderá ser obrigatório nos carros

Redator

Repórter testa positivo para Covid-19 ao vivo e reação viraliza; assista

Jessika Caldas