Blitz Amazônico
CidadaniaCidadaniaInternacional

Após destruir Flórida, Furacão Ian causa apagão e deixa mais de 2 milhões de pessoas no escuro

O furacão Ian perdeu força para tempestade tropical, mas isso não significa que os perigos tenham diminuído para a população da Flórida, nos Estados Unidos. 








As autoridades continuam a dizer que há risco de tempestades e mortes, mesmo com o recuo da tormenta em algumas áreas. Segundo o Centro Nacional de Furacões, o Ian segue para a costa nordeste do estado e pode trazer “marés catastróficas, ventos e inundações”.

Uma das consequências imediatas é a falta de energia. Cerca de 2,5 milhões de pessoas sofrem com esse problema no início desta quinta-feira (29/9), segundo o site de rastreamento on-line PowerOutage.us. No centro da Flórida, inclusive em Orlando, cidade muito frequentada por causa de parques da Disney e da Universal, entre outros, têm grandes riscos de inundações.

Geórgia e Carolina do Sul

O Centro Nacional de Furacões também alertou para uma “onda de tempestade potencialmente fatal” ainda nas costas do nordeste da Flórida, Geórgia e Carolina do Sul. Isso deve acontecer nesta quinta e sexta-feira (30/9). A expectativa é de o Ian adentre o Oceano Atlântico e volte para atingir a Carolina do Sul nas próximas horas.

Por outro lado, ao passar pela água, o Ian deve perder força e voltar à terra ainda como uma forte tempestade tropical, com ventos de 96,5 km/h. Mesmo assim, a população que vive na região do litoral da Geórgia, Carolina do Sul e sul da Carolina do Norte receberam alertas.

O aviso vem principalmente por causa das chuvas, que devem aumentar muito nesses locais. São previstas inundações.

Post Relacionado

Urgente: 20 pessoas morrem ao usar cocaína ‘batizada’ e 74 são internadas

Shayenne

Ganhador da Mega não escondia prêmio e bandidos sabiam do dinheiro

Shayenne

Parque e igarapé do Mestre Chico recebem limpeza da Prefeitura de Manaus

Victória Farias