Blitz Amazônico
CidadaniaCidadaniaManaus

Após 40 dias internada, sobrevivente de incêndio em lotérica tem alta médica

Adrielen Mota de Assis, de 35 anos, a única sobrevivente do incêndio na lotérica do Mercado Adolpho Lisboa, no centro de Manaus, ocorrido no dia 16 de agosto deste ano, recebeu alta médica na noite desta segunda-feira (26/09).







Adrielen ficou internada no Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto por 40 dias. Outras três vítimas também estavam internadas na unidade médica, com queimaduras de 2º e 3º grau, mas não resistiram aos ferimentos.

O gerente da loteria, Carlos Henrique da Silva Pontes, de 50 anos, morreu no dia 21 de agosto; Henison Diego da Silva Mota, de 33 anos, morreu no dia 22 de agosto; e a Estefany do Nascimento Lima, de 23 anos, morreu no dia 26 de agosto.

No dia 8 de setembro, Luis Domingos Siso, de 60 anos, foi preso pelo crime. Ele estava internado no Hospital Pronto-Socorro João Lúcio porque tinha sido espancado pela população após atear fogo na lotérica.

No dia 19 de setembro, o suspeito foi indiciado por incêndio em edifício público, dano qualificado com emprego de substância inflamável ou explosiva, homicídio qualificado e tentativa de homicídio qualificado com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso ou cruel.


Post Relacionado

No Dia da Amazônia, lei de Roberto Cidade chama atenção para a valorização dos povos indígenas

Victória Farias

Quanto vai custar o lanche no Rock in Rio? Evento terá pela 1ª vez lojas de conveniência

Shayenne

Sessão temática alerta para necessidade de reverter perdas educacionais da pandemia

Redator