Blitz Amazônico
CidadaniaCidadaniaPolítica

Se eleito, Alfredo Nascimento se compromete a procurar prefeito e governador para recriar o programa ‘Médico da Família’

No período em que foi prefeito de Manaus, Alfredo Nascimento, criou um programa de saúde preventiva que virou referência no Brasil e no exterior: o “Médico da Família”. Os médicos atendiam em domicílio. Havia distribuição gratuita de medicamentos para combater doenças crônicas, como diabetes e hipertensão arterial. O programa ficava baseado nas chamadas “casinhas de saúde”. Um total de 178 unidades foram construídas em diversos bairros de Manaus. Além dos médicos, cada uma dessas casinhas contava com seis agentes de saúde que eram contratados nos próprios bairros. Se eleito deputado federal, Alfredo afirma que vai procurar o prefeito e o governador para trazer de volta o programa de saúde preventiva.

“Manaus precisa de um programa de saúde preventiva como era o ‘Médico da Família’. Não precisa nem se chamar ‘Médico da Família’, pode ter outro nome, pode chamar do que quiser, isso não importa, o que importa é que Manaus volte a ter um programa para atender a população”, enfatiza Alfredo.

Profundo conhecedor das engrenagens de Brasília, já que foi deputado federal, senador e ministro dos Transportes, Alfredo conhece o caminho para conseguir recursos para viabilizar o programa. “Eu consigo dinheiro em Brasília. Eu posso ajudar para que a gente tenha de volta um programa de saúde preventiva na cidade de Manaus”, promete. “Temos hoje um dos piores serviços de saúde do País. E por que isso? Porque não tem prevenção, aqui só tem serviço de saúde para tratar doenças. A gente tem que ter um serviço para evitar a doença e acompanhar as doenças que já existem”, observa.

No programa Médico da Família, além do atendimento médico regular, em domicílio, pacientes com doenças crônicas, como diabetes e hipertensão arterial recebiam seus medicamentos em casa. As casinhas tinham ainda outros 36 itens medicamentosos à disposição da população. “Não precisava ir para fila, não precisava ir atrás de receita, porque era previamente programado e essas pessoas recebiam o remédio em casa. Eu vou procurar o prefeito, vou procurar o governador para dizer que quero ajudar nisso, para a gente recriar esse serviço. Nenhuma cidade do mundo tem um serviço de saúde que preste, se não tiver prevenção. Precisamos mudar esse quadro”, conclui o candidato a deputado federal.
Fotos: André Amazonas

Post Relacionado

Com um abraço na Bola do Produtor, idosos pedem fim da violência contra a 3ª Idade

Redator

Putin diz que busca ‘destruir parcialmente’ as Forças Armadas ucranianas

Shayenne

Amazonas já aplicou 5.816.369 doses de vacina contra Covid-19 até esta terça-feira (25/01)

Victória Farias