Blitz Amazônico
CidadaniaCidadaniaInternacional

Premiê britânico anuncia que vai adiar apresentação do Orçamento

A primeira reunião de Gabinete com o novo primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, ocorreu na manhã desta quarta-feira (26). Em seu primeiro dia como chefe de Governo do Reino Unido e, ainda antes de falar ao Parlamento, o antigo ministro das Finanças de Boris Johnson já anunciou o adiamento da data de apresentação do orçamento, prevista inicialmente para a próxima segunda-feira (31).
Rishi Sunak deu início à reunião dizendo que é um “enorme privilégio servir como líder deste grande país”, dirigindo-se aos novos ministros do seu Governo.
Em comunicado à imprensa, o gabinete do primeiro-ministro informou que Sunak voltou a reforçar como principal objetivo do seu mandato a “estabilidade econômica e a sustentabilidade fiscal”. Mas, frisando que isso vai exigir “algumas decisões muito difíceis”, decidiu adiar a apresentação do orçamento para 17 de novembro.
O primeiro-ministro e o atual ministro das Finanças, Jeremy Hunt, justificaram o adiamento afirmando que “é importante chegar às decisões certas” e que é necessário tempo “para que essas decisões sejam aprovadas pelo gabinete”.
“A declaração de outono [a apresentação do orçamento] vai definir como vamos colocar as Finanças Públicas em uma base sustentável e fazer com que a dívida diminua a médio prazo e será acompanhada por uma previsão completa do Gabinete de Responsabilidade Orçamental”, diz o comunicado.
O responsável pela pasta das Finanças sublinhou também que “a estabilidade econômica e a credibilidade são a base essencial para todas as políticas”. Sem essas bases, continuou, não podemos preparar o crescimento de longo prazo do país.
Precisão e estabilidade

Aos jornalistas, após a primeira reunião do novo governo britânico, Jeremy Hunt confirmou que a apresentação do orçamento foi adiada e que será agora uma “declaração completa de outono” para refletir as “previsões econômicas da forma mais precisa possível”.
“A minha prioridade número um é a estabilidade econômica e restaurar a confiança de que o Reino Unido é um país que faz o seu caminho”, afirmou. “Por isso, o plano fiscal de médio prazo é extremamente importante”.
O ministro das Finanças afirmou que quer obter “queda da dívida a médio prazo, o que é muito importante para as pessoas entenderem”.
“Também é extremamente importante que essa declaração se baseie nas previsões econômicas mais precisas e nas previsões das finanças públicas. Por essa razão, o primeiro-ministro e eu decidimos que é prudente fazer essa declaração no dia 17 de novembro, quando será atualizada para uma declaração completa de outono”.
Hunt admitiu ainda que recomendou o adiamento ao primeiro-ministro, considerando-o “a melhor maneira de garantir que as decisões que tomamos, decisões muito, muito difíceis, são aquelas que resistem ao teste do tempo e nos dão a melhor chance de dar segurança às pessoas sobre as hipotecas, sobre os seus empregos, sobre as preocupações de custo de vida que todos têm”.
Rishi Sunak falará pela primeira vez ao Parlamento britânico como chefe de governo e a expectativa é de que explique aos parlamentares o motivo do adiamento, em um momento em que os britânicos anseiam por medidas para enfrentar a atual crise econômica.

Fonte:https://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2022-10/premie-britanico-anuncia-que-vai-adiar-apresentacao-do-orcamento

Post Relacionado

Alunos da zona Norte recebem projeto ‘Trânsito na escola’ da Prefeitura de Manaus

Victória Farias

Bairro Coroado recebe obra emergencial da Prefeitura de Manaus após rompimento de drenagem

Victória Farias

Como o cabelo afeta a autoestima de quem está com câncer

Victória Farias