Blitz Amazônico
AmazonasBrasileleiçõesPolítica

Portal Amazônia Press finaliza cobertura das Eleições 2022 com êxito e informação de qualidade

O portal de notícias Amazônia Press, em parceria com os portais Blitz Amazônico, Uno Mídias e Click Cidade, esteve a frente de uma das maiores coberturas eleitorais do segundo turno das Eleições Gerais de 2022, no dia 30 de outubro. Com uma extensa equipe de jornalismo e outros colaboradores, a população amazonense e brasileira pôde acompanhar a abertura das urnas, movimentação nas ruas, votação dos candidatos ao Governo do Amazonas e à Presidência da República, sessões, encerramento e apuração dos resultados por meio das redes sociais, desde as primeiras horas do pleito.

A cobertura contou com uma programação especial e transmissão ao vivo ininterrupta pelo canal do Youtube e Facebook que mostrou todos os desdobramentos das Eleições Gerais de 2022 com apresentação dos jornalistas Francisco Araújo, Cleomir Santos, Edivan Farias, Ramoniel Gomes, Flávio Oliveira e do jurista Christian Rocha. A equipe de reportagem composta pelos jornalistas Adriano Fernandes, Milena Vasconcelos, Willian Silva e Felipe David estiveram a postos, das 10h às 20h, para acompanhar as disputas no pleito e trazer informações atualizadas em tempo real para os internautas.

De acordo com o publisher do grupo FA de Comunicação, que reúne empresas como o portal Amazônia Press, FA Agência de Comunicação, Instituto de Artes e Cinema Araújo, Estúdio Francisco Araújo, Portal Giro 24H e estúdio Quarto Poder Podcast, Francisco Araújo, a programação ininterrupta durante o período eleitoral foi inovadora. A inovação promovida pelo portal de notícias Amazônia Press pôde ser notada por meio da parceria com outros veículos de comunicação, pela extensa grade de reportagens e também por reunir na bancada eleitores de oposição, visando um debate saudável no decorrer da transmissão.

“Diferentemente de outros outros meios de comunicação tradicionais como rádio e TV que já faziam esse trabalho e alguns portais de notícia maiores, nós inovamos com um podcast em parceria com outros veículos de comunicação. Ficamos mais de seis horas ao vivo trazendo informação, levantamentos de tudo que estava acontecendo naquele momento de eleição. Já para o segundo turno das eleições nós melhoramos e inovamos a forma de fazer o podcast, visto que trouxemos os mesmos parceiros mas implementamos novas reportagens, conversamos com economistas para saber como seria em casos de vitória de Lula ou de Bolsonaro, do Wilson Lima ou Eduardo Braga, nós conversamos com cientista político para ter um parâmetro sobre as eleições e sobre um ou outro e, claro, nós trouxemos para dentro do estúdio um bolsonarista e um lulista. Ou seja, nós estávamos ali tratando da esquerda e da direita. Para mim foi um ponto muito importante, pois a gente tinha a visão de um e de outro”, pontuou.

Complementou ainda: “Com isso eu acredito que nós fizemos algo inovador, nunca vi isso de colocarmos numa bancada um da esquerda e outro da direita pra debater as eleições desse ano. Para mim foi um marco na história do Amazonas, do portal de notícias Amazônia Press e do estúdio Quarto Poder Podcast. Não posso esquecer de agradecer a todos que estavam conosco nesse trabalho e desejar muito sucesso para o governador reeleito Wilson Lima e para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Orar para que eles possam fazer o melhor para o povo do Amazonas e do Brasil”.

A jornalista e diretora de redação do portal, Milena Vasconcelos, descreveu o momento como de muito aprendizado e não poupou palavras para agradecer a oportunidade de conduzir com maestria a produção e direção da cobertura das eleições 2022. Coordenados pela diretora, os repórteres Fernanda Lopes, Adriano Fernandes e William Silva prepararam antecipadamente uma série de reportagens especiais que foram veiculadas no decorrer da programação do Amazônia Press política. Além disso, a jornalista aproveitou o momento para agradecer aos envolvidos no projeto.

“Nesta edição da cobertura das eleições, tive o prazer imenso de estar a frente da produção e direção do programa, foi um processo de aprendizado marcante e cheio de desafios superados que não seriam possíveis sem a equipe maravilhosa que me acompanhou e apoiou, quero agradecer ao jornalista William Silva, que esteve presente desde do início deste projeto comigo e foi meu braço direito nesses dias de trabalho e ideias maçantes. Aos repórteres Fernanda Lopes e Adriano Fernandes que fizeram as reportagens impecáveis para preencher toda a nossa programação com profissionais da área como cientistas políticos, economistas, comerciantes e a população, quero agradecer também ao nosso editor de vídeo, Mateus Araújo que preparou tudo com muito cuidado e carinho afim de que essa fosse sem dúvida uma das nossas melhores edições. E claro, agradecer ao nosso saudoso Francisco Araújo por estar acompanhando de perto o processo, mas sempre um passo atrás da nossa sagacidade na execução dos nossos trabalhos”, declarou.

Em sua primeira experiência da cobertura política, o jornalista William Silva, de 21 anos, destacou que participar da cobertura foi de suma importância para o maior exercício da democracia, para que a população tenha o maior acesso à informação e no combate às fake news.

“Para mim, foi importantíssimo participar disso tudo. Foi uma experiência cansativa, mas gratificante de chegar no final do dia, no momento em que as urnas foram apuradas, e ver a dimensão de todo o trabalho que foi feito no decorrer do dia”, disse.

Resultados das Eleições

Wilson Lima é reeleito governador do Amazonas

Com 86,41% das urnas apuradas, o governador de Amazonas, Wilson Lima (União Brasil), está matematicamente reeleito para mais um mandato à frente do estado. Ele disputou o segundo turno das eleições contra o então candidato Eduardo Braga (MDB). Com 57,09% dos votos, ele não pode mais ser superado pelo opositor, que tem 42,91%. 

A disputa entre os candidatos ao Executivo de Amazonas era liderada pelo governador reeleito desde o primeiro turno da campanha. À ocasião, o destaque de Wilson Lima foi confirmado no último dia (1º/10), quando a apuração das urnas eletrônicas no primeiro turno mostrou que ele liderava – com 42,61% contra 20,82% de Eduardo Braga – a corrida para o governo do estado.

Lula é eleito o 39º Presidente da República do Brasil

A vitória foi confirmada às 19;57h (horário de Brasília) quando, com 50,84% das seções apuradas, Lula alcançou 59.563.912 votos (50,83% dos válidos) e não podia mais ser ultrapassado por Bolsonaro, que naquele momento somava 57.627.462 (49,17%). Com 98,81% das seções totalizadas, esse foi o resultado que elegeu o petista matematicamente.

Post Relacionado

Festival Internacional de Robótica começa hoje no Rio

Redator

Defensoria recomenda auxílio emergencial para famílias atingidas pela cheia dos rios do Amazonas

Patrick

Quelônios são devolvidos à natureza na RDS Puranga Conquista

Redator