Blitz Amazônico
Educação

Estudantes amazonenses eleitos jovens deputados estaduais visitam Secretaria de Educação

Alunos das 2ª e 3ª séries do Ensino Médio, que foram eleitos jovens deputados estaduais, nas eleições da 15ª legislatura do Parlamento Jovem 2023, realizaram uma visita à Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar. Na ocasião, os 24 jovens foram recebidos pela secretária executiva adjunta Pedagógica, Arlete Mendonça, e também conheceram o Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam).

Executado pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), em parceria com a Secretaria de Educação, o objetivo do programa “Parlamento Jovem” é preparar os estudantes, para que eles vivenciem a rotina de um deputado estadual, no Poder Legislativo. Criado por meio da resolução Legislativa Nº 375/05 de 29/09/05, o programa “Parlamento Jovem do Estado do Amazonas” teve sua primeira legislatura implantada em 2008.

Além de buscar aproximar a legislação do cidadão, propiciando a formação política e educação para os alunos do Ensino Médio do Estado do Amazonas, ele também garante a possibilidade dos alunos da rede estadual vivenciarem o processo democrático.

Durante a visita, a secretária pedagógica explicou a importância de trazer o protagonismo juvenil e estudantil das escolas para dentro da assembleia.

“Eu vejo que esse momento é de fundamental importância. Foi realizada uma eleição oficial onde eles têm seus direitos e deveres, uma mesa diretora sendo eleita com um presidente desse grupo, que vai representar a educação da rede estadual no Estado. Esse é o momento em que nós podemos visualizar o quanto que a secretaria tem a oportunizar esses alunos”, falou a secretária Arlete Mendonça.

O estudante eleito deputado presidente, Rajjackson Moraes, é de Itacoatiara e esteve pela primeira vez na capital. O jovem passou pelo processo de votação na escola dele, onde concorreu contra 15 outros candidatos e falou como se sente feliz em poder representar seu município, seus colegas e unidade de ensino.

“É muito bom poder estar aqui representando meu município. Aconteceu um processo de votação em que 15 alunos da minha escola foram inscritos e eu recebi 90% dos votos. Eu nem sabia que tinha sido aprovado, até que a gestora me chamou. Quando visitam o meu município, sempre me chamam para fazer palestra para os alunos e eu creio que foi isso que incentivou meus colegas a confiarem o voto em mim e eu pude chegar até aqui. É uma honra”, disse o aluno.

O Processo

Voltado para estudantes da 2ª e 3ª série, do Ensino Médio, sem nenhuma pendência de falta ou nota, a agenda de atividades do “Parlamento Jovem” acontece do dia 26 ao dia 30 de junho.

As escolas são escolhidas pelos técnicos da Secretaria de Educação e da Aleam obedecendo uma proporção capital e interior, evitando a repetição seguida de municípios. Além da capital, outros seis municípios participam este ano, sendo eles Iranduba, Novo Airão, Itacoatiara, Rio Preto da Eva, Manacapuru e Presidente Figueiredo.

Os estudantes podem se candidatar a uma das 24 cadeiras, sendo 18 da capital, 6 do interior e uma por escola. É realizada uma exposição e apresentação do “Parlamento Jovem”, onde os alunos que desejam se candidatar se posicionam a respeito de um dos temas. O representante titular se torna o 1º mais votado com o 2º e 3º lugar sendo suplentes, o 3° e o 2º colocados assumem caso o 1º não tenha condições de assumir.

A coordenadora do Programa de Educação Cidadã da Aleam, Cassandra Cabral dos Anjos, falou sobre a apresentação do projeto para os estudantes e a responsabilidade que eles assumem ao se candidatar e serem eleitos.

“Realizamos uma palestra onde são apresentados todos os direitos e deveres que eles têm. Os alunos têm todo o trabalho de fazer uma propositura e defender na frente dos colegas. A apresentação é temática a respeito de saúde, segurança, educação, trabalho e também trabalhamos questões como o voto em branco e o voto consciente. Eles já vêm com toda essa questão cívica. A gente tem muito orgulho de fazer esse projeto por conta da atividade de responsabilidade social”, explicou a coordenadora.

FOTOS: Hitalo Kleto/ Secretaria de Estado de Educação e Desporto

Post Relacionado

Estudantes da rede estadual tomam posse na 14ª edição do programa Parlamento Jovem

Redator

Escola Pública de Trânsito deve ampliar capacitação profissional e abrir novas oportunidades

EDI FARIAS

Em Codajás, professora da rede estadual utiliza educação ambiental e transforma lixeira viciada em jardim

Redator