Blitz Amazônico
Educação

Em Tefé, ensino do clima e tempo é levado de forma lúdica em projeto apoiado pelo Governo do Amazonas

Desenvolver metodologias para auxiliar no ensino-aprendizagem da Climatologia (estudo do clima e do tempo), vertente da Ciência Geográfica, foi o objetivo de um projeto desenvolvido no município de Tefé (distante a 523 quilômetros de Manaus), apoiado pelo Governo do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), com estudantes do Ensino Médio do Centro Educacional Governador Gilberto Mestrinho. O projeto trouxe de forma didática os conteúdos que abordam a climatologia aproximando o tema do cotidiano dos alunos para facilitar a aprendizagem. 

O projeto fez parte do Programa Ciência na Escola (PCE), edição 2023, e foi coordenado pela professora mestra em Geografia, Alexsandra Moreira, da Secretaria de Estado de Educação e Desporto, que juntamente com os estudantes, analisou as mudanças de temperaturas durante o verão, especificamente, em relação à concentração de calor, em comparação a casas construídas em alvenaria com as de madeira.

Durante a pesquisa, os estudantes notaram uma maior fonte de calor na casa de alvenaria, gerando desconforto, enquanto nas casas de madeiras relataram sensação mais agradável, especialmente nos horários da manhã e à noite. 

“Dessa forma eles representaram suas moradias, por meio de maquetes, dando exemplo para mostrar como foram afetados pelas variações climáticas, além disso foi produzida a representação das nuvens que foram feitas pelos estudantes através de observações, no decorrer dos meses de setembro a outubro, na área externa da escola, aliados aos conceitos ensinados dentro de sala de aula”, disse a professora. 

Segundo a professora Alexsandra Moreira, com o projeto houve o entendimento sobre os conhecimentos relacionados à Geografia Física, Climatologia e Geografia, trazendo as aulas para a realidade dos alunos, assim como a utilização pelos estudantes de conceitos diversificados sobre a Climatologia nas perspectivas física, social e cultural. Também houve elaboração de materiais didáticos, como cartilhas e mapas conceituais, que podem subsidiar as aulas de Geografia, além de pesquisas e jogos didáticos. 

“Ocorreu capacitação dos alunos na utilização de equipamentos como termo-higrômetro, na análise da variação da temperatura nas salas de aula, moradias e ruas, que permitiu aos alunos a propagação da pesquisa científica e a utilização de novas tecnologias”, destacou Alexsandra. 

Entrevistas e Oficinas 

Além disso, os alunos também realizaram entrevistas com os professores e demais estudantes, e elaboraram planilhas com narrativas categorizadas, por temas, dificuldades, formação, desafios e metodologias, assim como oficinas sobre elaboração de mapas pelos programas computacionais Qgis e ArcGis, sobre as análises das temperaturas.

A professora destaca a importância da temática para a analisar a adequação de propostas pedagógicas para o novo Ensino Médio e a contribuição para o avanço do conhecimento relacionado ao ensino dos conteúdos de Climatologia para o ensino no município de Tefé. Além disso as experiências obtidas com a pesquisa, poderão contribuir para caracterizar o perfil dos docentes e expor as principais dificuldades em trabalhar com o assunto. 

“Os avanços nessa vertente da Geografia são primordiais para expansão do conhecimento a respeito desta temática e, também, para as melhorias no desempenho do ensino-aprendizagem”, acrescentou. 

Sobre o PCE

O Programa Ciência na Escola é uma ação criada pela Fapeam para apoiar a participação de professores e estudantes, do 5º ao 9º ano do ensino fundamental, da 1ª à 3ª série do ensino médio e suas modalidades: educação de jovens e adultos, educação escolar indígena, atendimento educacional específico e Projeto Avançar, em projetos de pesquisa a serem desenvolvidos em escolas públicas estaduais sediadas no Amazonas e municipais de Manaus. 

FOTOS: Acervo da coordenadora da pesquisa, Alexsandra Moreira

Post Relacionado

Prefeitura disponibiliza mais de 270 mil bolsas de estudo em instituições particulares de Manaus

blitzamazonico

Prefeitura de Manaus entrega escola revitalizada e ampliada à comunidade do bairro Santo Antônio

victoria Farias

Microcamp aposta em curso híbrido e compacto para acelerar formação de profissionais

Redação