Blitz Amazônico
Ministério Público - AM

Conselheiro do CNJ João Paulo Schoucair realiza palestra para novos promotores do MPAM

A palestra debateu enfrentamento ao crime organizado e o Conselho Nacional de Justiça

O conselheiro nacional de Justiça João Paulo Schoucair conduziu palestra sobre a atuação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no enfrentamento ao crime organizado no Brasil, na tarde desta quarta-feira (15/05), durante o curso de formação para os novos promotores de Justiça do Ministério Público do Amazonas (MPAM). 

A palestra, conduzida pelo promotor de Justiça João Paulo Schoucair no auditório Gebes de Mello Medeiros, integra o ciclo de palestras previsto na programação do Curso de Ingresso dos novos membros do MPAM, organizado com o apoio do Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf).

Em sua fala inicial, o conselheiro João Paulo Schoucair fez uma breve contextualização sobre a atuação do CNJ no enfrentamento ao crime organizado no Brasil e lamentou como o país mata mais do que todos os que estão em guerra. “A vida vale pouquíssimo no Brasil. Nós não temos uma criminalidade organizada, nós temos máfias. Logo, precisamos qualificar a nossa atuação. A violência no Brasil é cíclica. Nós vivemos numa roda gigante. O que passou ontem vai acontecer hoje e vai se repetir amanhã”, discursou o promotor. 

O promotor de Justiça também aconselhou os novos promotores de Justiça que, em breve, irão assumir suas futuras comarcas sobre a importância de atuar de forma coletiva. “Vocês não vão salvar o mundo, mas precisam dos colegas e da consulta ao procurador-geral de Justiça, porque, na hora que a água sobe e bate no teto, você precisa estar blindado”, orientou.

Finalizando a programação, no final da tarde, o promotor de Justiça do MPAM Felipe Fish palestrou sobre a atuação no combate à violência contra a mulher.

Sobre o curso de capacitação

O curso de ingresso do Ministério Público do Amazonas objetiva fornecer capacitação prática aos novos promotores de Justiça, com o intuito de viabilizar uma atuação ética e eficaz. Durante o curso, com duração de 30 dias, os participantes têm a oportunidade de adquirir conhecimento sobre as ferramentas e procedimentos do Ministério Público, preparando-os adequadamente para desempenhar suas funções ministeriais com competência e responsabilidade. 

Foto: Hirailton Gomes

Post Relacionado

Com previsão de grande público durante o festival folclórico, MPAM vai intensificar ações em Parintins

blitzamazonico

MPAM abre investigação para apurar possíveis excessos no curso de formação do Corpo de Bombeiros Militar do AM

blitzamazonico

Em Brasília, procurador-geral de Justiça do MPAM é eleito vice-presidente do CNPG da Região Norte

blitzamazonico