Blitz Amazônico
BrasilBrasilPolíciaPolítica

Coligação de Lula pede ‘prisão imediata’ de diretor da PRF após blitz em estradas

Partidos dizem que Silvinei Vasques usa o poder do Estado para interferir nas eleições.

A coligação Brasil da Esperança, formada por partidos que apoiam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a “prisão imediata” do diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Silvinei Vasques.

 

A alegação é de que o agente coordena operações nas rodovias contra a compra de voto neste segundo turno. Na análise do PT, essas ações dificultam o acesso de eleitores aos seus locais de votação.

 

Segundo os advogados esquerdistas, as operações estariam impactando a realização do pleito. 

 

“O próprio diretor-geral da PRF, de forma ostensiva, está apoiando a candidatura do presidente Jair Bolsonaro, e nessa condição está usando o poder do Estado para interferir no processo eleitoral”, diz a petição.

 

Mais cedo, a coligação e os partidos PSOL, Rede, PSB, Solidariedade, Avante, Partido Agir e Pros solicitaram ao ministro Alexandre de Moraes, presidente da Corte, que o diretor-geral da PRF fosse intimado para prestar esclarecimentos.

 

Pediram, ainda, que fosse interrompida toda e qualquer operação policial do tipo, sob pena de crime de desobediência e multa de R$ 500 mil por hora de descumprimento.

Via Conexão política 

Post Relacionado

PC-AM resgata nove pássaros silvestres mantidos em cativeiro na zona leste de Manaus

EDI FARIAS

Mãe é presa por estuprar filha de 1 ano, gravar ato e mandar em grupos de pedófilos

blitzamazonico

Polícia Civil do Amazonas prende homem por tentativa de homicídio ocorrida em 2003

EDI FARIAS