Blitz Amazônico
Saúde

Verão amazônico: saiba como manter uma boa alimentação com as altas temperaturas

Com as altas temperaturas do verão amazônico, os alimentos nutritivos e refrescantes ajudam a enfrentar os dias quentes e úmidos e garantem mais disposição. A Secretaria de Saúde do Amazonas (SES-AM) orienta a população em como manter hábitos alimentares mais saudáveis para esta época do ano.

A coordenadora do programa de alimentação e nutrição da SES, nutricionista Liane Figueiredo ressaltou que o calor, por si só, já faz o corpo humano perder uma quantidade considerável de água diariamente.

Liane explica que o ideal é priorizar o consumo de frutas, verduras, legumes e proteínas leves, com baixo valor calórico e fontes de vitaminas, minerais e antioxidantes, ajudando no bom funcionamento do organismo.

“A gente instrui que deixe as frituras de lado e as gorduras também, porque elas não fazem uma boa digestão. A orientação é passar para o consumo de grelhados e assados. Já as frutas e os vegetais são bastantes utilizados, principalmente aqueles que contém mais água, e nós temos o alface e o pepino. De frutas, temos na safra, a melancia, o melão e o limão, isso nos dá uma boa condução para vários preparos”, explicou.

Preparos

A nutricionista também enfatiza que durante o preparo da alimentação o ideal é aumentar o consumo de saladas cruas, sempre evitando temperos gordurosos e industrializados. Substituindo a gordura por limão, ervas e azeite de oliva.

“Em casos de precisar se alimentar fora de casa, o ideal é que nós possamos conduzir e consumir alimentos mais leves, porque o calor nos causa uma sensibilidade de empachamento. Então, precisamos conduzir de forma mais tranquila o consumo das saladas, sendo saladas mais frescas e até as tábuas de frios mais frescas também“, disse.  

Hidratação

A água tem muitas funções no corpo, como ajudar a digerir os alimentos, absorver os nutrientes e eliminar as substâncias tóxicas, melhorando a circulação sanguínea. De acordo com a coordenadora, é indispensável a atenção ao consumo de água.

“Quando o calor aumenta, a gente soa muito mais, consequentemente, estamos perdendo muito mais líquido também. A média é de 35 ml por peso, então, temos mais de dois litros de água para tomar. Além da água, uma boa opção, é ingerir a água de coco e os chás gelados que entram de forma muito positiva no organismo”, informou.

FOTOS: Roberto Carlos/ Secom

Post Relacionado

Saúde avança no monitoramento de violência interpessoal e autoprovocada contra crianças e adolescentes no Amazonas

EDI FARIAS

Vigilância: Estudantes de medicina da Ufam aprendem sobre preenchimento correto de declaração de óbito

EDI FARIAS

Primeiro Projeto de Lei que Alfredo Nascimento vai apresentar no Congresso visa autorizar recursos do Fundeb para plano de saúde dos aposentados de educação

Victória Farias