Blitz Amazônico
Manaus

Trata Bem Manaus: Águas de Manaus lança programa com foco na universalização do serviço de esgoto na capital amazonense

Programa é iniciativa da concessionária em parceria com a Prefeitura de Manaus.

Foi lançado nesta terça-feira (23) o programa Trata Bem Manaus, que vai garantir a universalização dos serviços de coleta e tratamento de esgoto em Manaus. Com isso, a capital amazonense se tornará referência no saneamento básico no Brasil. O Trata Bem Manaus é uma iniciativa da concessionária Águas de Manaus, em parceria com a Prefeitura de Manaus. 

“Estamos vivendo um momento histórico. Desde que a Águas de Manaus começou a operar na cidade, a qualidade de vida da população melhorou. Agora, com este plano de desenvolvimento do esgoto, temos a convicção de que teremos um futuro mais promissor. Os investimentos que a empresa já fez e que irá fazer refletem diretamente na melhoria da qualidade de vida, dos índices de saúde e na dignidade das pessoas”, destacou o prefeito de Manaus, David Almeida.

O Trata Bem Manaus é resultado de uma série de estudos realizados nos últimos anos, que consideraram as particularidades geográficas e dos corpos hídricos de Manaus. Essas análises apontaram a implementação de microbacias como a solução mais eficaz para que o acesso ao serviço de esgoto seja expandido de maneira mais rápida na cidade. O programa contempla investimentos de aproximadamente R$ 2 bilhões até 2033.

As microbacias possibilitam a divisão da cidade em diversas áreas onde funcionarão as Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) de todos os portes. Estas estações serão responsáveis pelo tratamento do esgoto bruto coletado nas residências de cada região, devolvendo a água limpa para os igarapés. O método das microbacias considera a mudança de níveis topográficos em vários pontos da capital amazonense, com ações que foram modeladas de forma específica, conforme a capacidade de cada igarapé. 

Entre os cursos d’água analisados, estão os igarapés do Quarenta, Cachoeira Grande, Tarumã, Passarinhos, Goiabinha, Gigante, do Bindá, Franceses e Mindu. Ao longo da execução do plano de expansão, serão implementadas 166 microbacias em todas as zonas de Manaus.  

Para alcançar a universalização do serviço, a Águas de Manaus fará a implantação de mais de 2,7 milhões de metros de redes coletoras de esgoto nos próximos anos, além de obras de implantação e ampliação de pelo menos 70 Estações de Tratamento de Esgoto (ETE’s), espalhadas por todas as zonas da cidade. 

“Este é o momento que reforçamos nosso compromisso com o futuro da cidade, que afirmamos nosso objetivo de seguir conectando as pessoas ao saneamento e garantindo saúde, dignidade e qualidade de vida para a população, além de respeitar o meio ambiente e contribuir para a recuperação dos nossos meios hídricos”, afirmou o diretor-presidente da concessionária Águas de Manaus, Diego Dal Magro. 

Fases

O trabalho será dividido em três etapas. Na primeira, que irá até 2027, a capital chegará ao dobro da atual cobertura de esgoto, com 60% de alcance. Neste período, serão instalados mais de 1 milhão de metros de rede coletora de esgoto. A estimativa é que aproximadamente 940 mil pessoas sejam beneficiadas no período.

O cronograma de obras de grande porte do Trata Bem Manaus inicia já neste mês. Nos próximos meses,  os bairros Centro, Praça 14, Nossa Senhora das Graças (Vieiralves, Manauense e Beco do Macedo), Dom Pedro, Ponta Negra, Parque Dez (Eldorado)e Cidade Nova (conjunto Amadeu Botelho e Manoa), receberão obras de infraestrutura de esgoto. No total, mais de 200 mil metros de redes coletoras de esgoto serão implantados neste ano em Manaus. Além disso, a primeira etapa da Estação de Tratamento de Esgoto Raiz, na zona Sul da cidade e a ETE Ponta Negra, na zona Oeste, devem ser entregues até o fim do ano, garantindo tratamento de esgoto para mais de 150 mil pessoas já em 2024.  

Na segunda etapa, de 2028 a 2033, serão implantados mais de 1,1 milhão de metros de rede, que irão beneficiar aproximadamente 504 mil pessoas.

Ao final do período, o serviço estará universalizado na cidade. A terceira etapa será realizada entre 2033 e 2045, com a manutenção da universalização do serviço. Ou seja, as equipes da concessionária seguirão com o acompanhamento do crescimento da cidade e a implantação de redes e estruturas em novas comunidades que forem criadas.

Todas as obras são realizadas em alinhamento com a Prefeitura de Manaus. Além disso, os bairros que recebem essas obras são visitados por equipes de conscientização, que passam de porta em porta com informações e tirando dúvidas dos moradores sobre a implantação do serviço. 

Preservação do meio ambiente

A expansão do saneamento básico em Manaus representa uma transformação na cidade, com melhoria nos índices de saúde, maior valorização imobiliária, fomento ao turismo e mais oportunidades de empregos diretos e indiretos nos segmentos do saneamento básico e da construção civil. O maior ganho será visto na preservação do meio ambiente: com a universalização do serviço, a concessionária quer colaborar com a recuperação dos igarapés de Manaus. 

“A cada metro de rede instalado, cada estação construída, cada ligação finalizada, ampliamos a nossa capacidade de expandir o saneamento e, consequentemente, contribuir para a melhoria da qualidade de vida e do meio ambiente em Manaus. Universalizar o sistema é promover, acima de tudo, saúde para todo ecossistema e para vida humana”, ressalta o diretor executivo da concessionária, Celso Paschoal.

O evento de lançamento contou com a presença do Prefeito de Manaus, David Almeida, do vice-governador Tadeu de Souza, e dos secretários municipais Antonio Stroski (Meio Ambiente e Sustentabilidade) e Shádia Fraxe (Saúde), do diretor-presidente da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman), Elson Andrade, do gestor da Unidade Gestora de Projetos Especiais do Governo do Amazonas (UGPE), Marcellus Câmpelo, do diretor-presidente do Instituto Estadual de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipaam), Juliano Marcos Valente de Souza, do procurador-geral Alberto Rodrigues do Nascimento (MP-AM), do procurador Rui Marcelo (Ministério Público de Contas (MPC-AM), da desembargadora Mirza Telma (Tribunal de Justiça do Amazonas), do presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 11a Região (TRT-11) Audaliphal Hildebrando, do vereador Kennedy Marques, do deputado estadual Mário Cezar Filho, e da representante do Unicef, Débora Nandja.

Veja como vai funcionar o programa Trata Bem Manaus: https://www.aguasdemanaus.com.br/wp-content/uploads/2024/01/8339_Agua-de-Manaus_Book-PDE-V7_4_compressed-3_compressed-3-3.pdf

Veja a matéria completa no site da Águas de Manaus: https://www.aguasdemanaus.com.br/trata-bem-manaus-aguas-de-manaus-lanca-programa-com-foco-na-universalizacao-do-servico-de-esgoto-na-capital-amazonense/

Post Relacionado

Atletas da escola do Santos FC de Manaus fazem avaliação no Cruzeiro

blitzamazonico

Águas de Manaus oferece 450 vagas em cursos gratuitos

victoria Farias

Desabamento de barranco durante chuva em Manaus deixa 8 mortos

blitzamazonico