Blitz Amazônico
Prefeitura de Manaus

Prefeitura, Ageman e Zona Azul alinham ações para a implantação do projeto ‘Zona Verde Comércio Legal’ no Centro de Manaus

Representantes da Prefeitura de Manaus, por meio do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) e da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento, Centro e Comércio Informal (Semacc), da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) e da concessionária do serviço Zona Azul deram início, nesta quinta-feira, 21/12, às ações de planejamento para a implantação do projeto “Zona Verde Comércio Legal” nas proximidades do mercado municipal Adolpho Lisboa, no Centro, zona Sul da cidade.

A iniciativa visa ceder 24 vagas de estacionamento do serviço Zona Azul para alocar ambulantes do comércio informal, dando oportunidade também para os comerciantes que atuam na localidade há mais de 20 anos.

A primeira fase do projeto será implantada no trecho da rua Rocha dos Santos, entre as ruas dos Andradas e Miranda Leão. O espaço receberá uma nova sinalização, os ambulantes que já atuam no local serão cadastrados e os comerciantes que utilizavam as vagas do Zona Azul deverão estacionar no bolsão exclusivo entre as ruas dos Barés e Miranda Leão. 

“Nós precisávamos alinhar uma solução pacífica, de forma que a gente conseguisse contemplar o serviço Zona Azul, os lojistas e os ambulantes, e foi justamente isso que fizemos hoje aqui. Ouvimos todos os envolvidos e chegamos nessa proposta”, explicou o diretor-presidente da Ageman, Elson Andrade Ferreira.

Para o diretor de Comércio Informal da Semacc, Luciano Mendes, a medida começará a valer já nos próximos dias e dependendo do resultado poderá ser adotada em outros pontos da cidade, mas com atenção ao passeio público, de forma que o pedestre possa transitar pela calçada.

“Vamos avaliar no decorrer da semana como tudo isso vai funcionar e a nossa intenção é levar para outras áreas, sempre ouvindo e decidindo junto com as partes envolvidas”, afirmou Luciano.

Um dos mais antigos comerciantes da área, José Arteiro, que trabalha com a venda de confecções, analisou como positiva a iniciativa da prefeitura. “Queremos que seja uma solução que melhore a situação para todos nós”, concluiu.

Foto – Tereza Teófilo / Ageman

Post Relacionado

Prefeitura e representantes de concessionárias alinham ações para reduzir transtornos à população durante obras de serviços essenciais

victoria Farias

Prefeitura de Manaus impacta na criação de 35 mil empregos diretos e indiretos na construção

victoria Farias

Prefeito David Almeida lança programas Bolsa Idiomas e Pós-Graduação com a maior oferta de bolsas da história

Patrick