Blitz Amazônico
Prefeitura de Manaus

Músicos e produtores culturais abrem rodada de oitivas da Política Nacional da Lei Aldir Blanc, em Manaus

A primeira rodada de oitivas para a apresentação de propostas para o Plano Anual de Aplicação de Recursos, da Política Nacional da Lei Aldir Blanc, foi aberta, na noite de terça-feira, 2/4, pela Prefeitura de Manaus, por meio do Conselho Municipal de Cultura (Concultura). O evento, que contou com a presença dos artistas do segmento de Música, foi realizado no Casarão da Inovação Cassina, na rua Bernardo Ramos, Centro Histórico da cidade.

O presidente do Concultura, Neilo Batista, abriu os trabalhos apresentando a legislação que orienta a execução da PNAB. Ele lembrou que depois desta primeira rodada haverá outra, de devolutiva, quando a dinâmica será reunir todas as sugestões que, durante uma semana, serão analisadas internamente quanto a legalidade, para em seguida, na semana das devolutivas, apresentar o resultado e fechar o setorial.

“A Prefeitura tem exercido de forma intensa o exercício de transparência na formulação dos editais, com as oitivas setoriais e a confirmação das devolutivas que garante a participação efetiva dos artistas e fazedores de cultura, a exemplo da Lei Paulo Gustavo, quando realizamos, inclusive, a busca ativa em comunidades periféricas e ribeirinhas”, pontuou Neilo.

Presente no encontro, o músico e rapper Jander Manauara, disse que o processo de editais ganha muito com essa escuta ativa. “Para a classe entender que a cidade se movimenta, que ela é um organismo vivo. A gente precisa, também, fazer colocações que tenham realmente essa representação, que vem da importância da cultura. São políticas e aparelhamentos que a gente tem aí para ir transformando essa questão cultural da cidade de Manaus”.

Segundo ele, a música foi um dos segmentos mais afetados durante a pandemia, tanto quanto a cultura em geral, mas a música primeiramente porque movimenta uma indústria numerosa de profissionais. Ele finalizou afirmando que “a música é uma força ressoando e trazendo uma boa mitigação e também um grande fomento para a cultura”.

A conselheira do segmento de Música do Concultura, Loren Luniére, ressaltou a boa participação dos artistas, com o auditório lotado e a presença de todos nas discussões.

“Todas as sugestões interessam e foram bem pontuadas. Precisamos de pautas que desenvolvam profissionalmente os nossos artistas, oficinas de distribuição de obras, por exemplo, e de projetos que criem plateias”, disse, analisando que “o público manauara precisa conhecer e consumir a nossa música que é feita com muita qualidade. Creio que com a participação de todos, teremos um edital bem elaborado, justo e eficiente para a classe. E o Concultura está trabalhando para dar todas as condições possíveis para que mais pessoas participem”, concluiu Luniére.

As próximas oitivas que estão programadas para esta semana são:

Artes Visuais – 3/4, 18h, no Palácio Rio Branco.

Cultura Étnica- 5/4, 14h (Palácio Rio Branco)

Literatura- 5/4, 18h (Palácio Rio Branco)

Teatro e Circo – 8/4, 18h (Palácio Rio Branco)  

Cultura Popular/Dança- 9/4, 18h (Cassina)

Audiovisual, dia 10/4, 18h, no Casarão Cassina.

Foto – Divulgação / Concultura

Post Relacionado

Prefeitura de Manaus finaliza reunião de alinhamento da comunicação institucional

Victória Farias

Prefeitura de Manaus acompanha reforma nas dependências do Casarão da Inovação Cassina

Victória Farias

Prefeitura de Manaus promove ação no Dia de Luta contra Hepatites Virais

victoria Farias