Blitz Amazônico
Ministério Público - AM

MPAM abre investigação para apurar possíveis excessos no curso de formação do Corpo de Bombeiros Militar do AM

Entre as medidas iniciais estão a solicitação de informações ao  da Corregedoria-Geral da SSP-AM sobre as ocorrências durante a formação

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM) instaurou inquérito civil para investigar possíveis excessos e irregularidades no curso de formação do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) ministrado aos alunos convocados no último certame, cujo edital data de 2021. A portaria foi emitida na edição de terça-feira (14/05) do Diário Oficial do MPAM (Dompe), pela 60ª Promotoria de Justiça Especializada no Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública, que investiga o caso.

Entre as medidas iniciais adotadas pelo MPAM, por meio do inquérito, estão a solicitação de informações ao Comando do CBMAM, responsáveis pelo curso, sobre os candidatos aprovados ocorrências durante a formação, desistências, regulamentação dos padrões físicos e eventuais reclamações recebidas. Além disso, foi requisitada à Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança Pública do Amazonas a lista de denúncias ou reclamações relacionadas a práticas ilegais ou irregulares nos cursos de formação.

De acordo com a portaria do promotor de Justiça Armando Gurgel Maia, titular da 60ª Promotoria de Justiça Especializada no Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública (Proceap) e responsável pela investigação, o inquérito visa evitar prejuízos na adequada formação dos bombeiros militares do certame, bem como contribuir com o estabelecimento de instrução pautada em padrões de eficiência, hierarquia e disciplina militares compatíveis com a formação dos integrantes de Corporação Militar voltados para o salvamento, proteção da vida e incolumidade física das pessoas.

O MPAM, por meio  da Proceap, requisitou à Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança Pública do Amazonas informações da lista de denúncias, representações e reclamações formalizadas e que estejam relacionadas a alguma prática ilegal ou irregular nos cursos de formação do concurso, com cópia integral dos autos de cada uma das apurações eventualmente instauradas — estejam elas em curso ou concluídas. O prazo para resposta, a contar da solicitação, é de cinco dias úteis.

Sobre o curso

O curso de formação para ingresso no CBMAM iniciou no dia 1º de dezembro de 2023, referente ao Edital n.º 001/2021 – CBMAM, após o chamamento de 253 convocados em junho de 2023, sendo 53 oficiais e 200 soldados para compor o quadro de bombeiros militares. Segundo o documento, o curso de formação se dá em período integral, com os alunos executando atividades inerentes à carreira de bombeiro militar, conforme as leis vigentes.

Texto: Yasmin Siqueira

Foto: Mauro Neto/Secom

Post Relacionado

Titulares de promotorias de combate ao tráfico de entorpecentes do MPAM alinham estratégias de atuação no aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus

blitzamazonico

Com escola indígena na lista, “Juntos Pela Vida” do MPAM audita quarteto de instituições na busca por 100% da cobertura vacinal de estudantes

blitzamazonico

Ministério Público do Amazonas reúne, em Manaus, grandes nomes do Brasil e de outros países em encontro sobre crime organizado

blitzamazonico