Blitz Amazônico
Educação

Mães que inspiram: comunidade escolar celebra o cuidado materno na educação 

Na letra de uma música ou no verso de um poema, no Dia das Mães, as palavras tentam transmitir a pureza de um sentimento genuíno, que muito se deseja demonstrar: a gratidão. Foi essa a maneira que estudantes da Escola Estadual Maria Amélia do Espírito Santo, na zona centro-oeste de Manaus, encontraram para enaltecer a importância do cuidado materno. 

Entre as homenageadas, estava a secretária de Educação, Arlete Ferreira Mendonça, que é mãe da aluna da 1ª série do Ensino Médio, Ana Leticia Ferreira Mendonça, 15. Em meio à emoção, Arlete destacou a importância do incentivo e do acolhimento no processo educacional dos estudantes. 

“Eu fico muito feliz de poder estar aqui e é um dia muito especial na minha vida. Os filhos precisam ser acolhidos. Eles acham que só nós somos fortes para acolher, mas eles também nos acolhem no momento em que nós estamos fragilizados e esse acolhimento é diário, faz parte das nossas vidas”, disse a secretária. 

Para a filha, Ana Letícia, a data comemorativa das mães proporciona uma oportunidade de reconhecer o cuidado materno.  “A mamãe é tudo pra mim. Quando eu estou triste ou quando eu estou passando por alguma situação, a mamãe sempre nos acolhe. Ela é muito presente, tanto na escola, quanto em casa também.”, disse. 

A mensagem às mães foi repassada por meio de poemas, músicas e vídeos produzidos pelos próprios alunos. A diretora da escola, Elisângela Guedes da Silva, ressaltou que, além de proporcionar um momento de destaque às mães no ambiente escolar, o evento buscou reforçar o significado da figura materna no processo de ensino e aprendizagem. “Quando a gente pensa em fazer um momento desse com as mães da escola, é uma forma de fazer com que tenha o dia da família na escola, para que a família também esteja presente em todos os momentos. ”, disse Elisângela.  

Memórias afetivas

Mãe de primeira viagem, Maria das Graças, responsável pela aluna Maria Luiza Oliveira, 17, aproveitou o momento para lembrar do dia em que a filha nasceu. “Foi em 2007. Um presente de Deus. Nem achava mais que ia ser mãe, porque eu já tinha uma certa idade, mas Deus me deu um grande presente. A maior herança de toda a minha vida é a minha filha”, contou Maria das Graças, que acompanha de perto a rotina escolar da estudante. 

A proximidade com a mãe é o que mais orgulha a filha Maria Luiza. Juntas, ambas construíram uma relação de confiança e compreensão. A filha ressaltou a importância do apoio materno em sua trajetória e espera seguir os ensinamentos de Maria das Graças. 

“Na minha vida, eu sei que eu posso ter ela para contar em qualquer situação que eu esteja passando. Ela é uma pessoa muito compreensiva e vai lá mostrar o caminho certo, e que, realmente, no futuro vai fazer uma boa diferença”, disse Maria Luiza. 

Suporte e proteção 

Já a relação entre a estudante Gleice Kelly Vieira da Silva, 15, e a mãe Daiane Barbosa Vieira, é de puro incentivo e encorajamento. A filha contou que a presença materna proporciona motivação para seguir no caminho da educação, sempre driblando as dificuldades com o apoio emocional e psicológico necessário em casa. 

“Ela é quem me dá o suporte de tudo, ela me dá o apoio. Eu me sinto muito mais confiante, eu me sinto muito mais preparada para fazer as coisas e eu me sinto mais motivada. Acho que isso é uma das partes, entre várias, que a mãe pode fazer diferença na vida do estudante”, ressaltou Gleice Kelly. 

Emocionada, a mãe, Daiane, recebeu uma homenagem especial da filha durante o café. “Toda vez é uma emoção grande receber da minha filha palavras que eu jamais imaginaria ouvir. Ser mãe é ser isso. É trabalhoso, e cansativo, mas não tem preço nenhum que pague”, disse Daiane. FOTOS: Eduardo Cavalcante/Secretaria de Estado de Educação e Desporto Escolar

Post Relacionado

Robótica como proposta interdisciplinar facilita o ensino-aprendizagem na educação básica, aponta pesquisa apoiada pelo Governo do Amazonas

EDI FARIAS

Prefeitura de Manaus realiza provas de nivelamento do programa ‘Ampliando Horizontes’

victoria Farias

Projeto Trilhas da Capital reúne boas práticas de escolas estaduais de Manaus

EDI FARIAS