Blitz Amazônico
Amazonas

Apoio ao cooperativismo, associativismo e às agroindústrias foi priorizado pelo Idam em 2023

Assistência técnica e união são peças-chave para o avanço do setor primário e, em 2023, atento a esses fatores, o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas, por meio das gerências de Apoio a Organização de Produtores (Georp) e de Apoio à Agroindústria (Geag), intensificou ações para promover a melhor organização entre os produtores rurais amazonenses.

Em relação ao associativismo e cooperativismo, a Georp atuou na orientação e aprimoramento de cooperativas e associações, com a realização de assessoria técnica, executada em conjunto com as unidades locais (UnLocs) e postos avançados do Idam espalhados pelos 62 municípios amazonenses. No período, a assessoria técnica ganhou força nas comunidades rurais e organizações de agricultores familiares amazonenses.

A Georp destaca que, com a formalização, os produtores passam a ter acesso a linhas de crédito e demais políticas públicas voltadas ao fomento do setor primário, como Programa de Regionalização da Merenda Escolar (Preme) e Programa de Regionalização do Mobiliário Escolar (Promove).

“Um dos princípios do Associativismo e Cooperativismo é educação, formação e informação para que uma organização possa realmente funcionar da maneira correta. Ressaltamos, sobre os principais pontos, dificuldades e soluções sugeridas para as organizações, a fim de buscar melhorias na qualidade de vida e de trabalho dos cooperados e associados através da participação em chamadas públicas” ressalta a gerente da Georp, Bruna Maia.

Um dos municípios atendidos, em São Paulo de Olivença (a 985 quilômetros de Manaus), recebeu entre os dias 5 e 9 de novembro, os cursos de Associativismo, técnicas de gestão e liderança, autogestão na prática e atas estatutos. Participaram 25 membros das associações, representantes da Prefeitura de São Paulo de Olivença e técnicos do Idam, no qual foram realizados diagnósticos das associações para regularização das mesmas.

Agroindústria

Além do incentivo ao associativismo e cooperativismo, as agroindústrias amazonenses também tiveram o apoio do Idam ao longo deste ano. Mais de 70 empreendimentos tiveram acompanhamento da Geag do instituto, em parceria, também, com as Unlocs e postos avançados.

Entre janeiro e dezembro, técnicos do instituto executaram vistorias de projetos; implementação dos procedimentos de autocontrole e formalização de documentos; apoio às atividades da usina de beneficiamento de castanhas de Lábrea; vistoria de terreno em Anori e Anamã; revisão e entrega de projetos de queijaria em Maués; elaboração de projeto para escola de lacticínios da Ufam; entre outras atividades para fomentar as agroindústrias no Amazonas.

Fotos: Kevyn Sousa e Marfran Vieira/Idam

Post Relacionado

PGE-AM empossa novos aprovados no 1º concurso público para o quadro de pessoal permanente do órgão

EDI FARIAS

Gravuras de sítio arqueológico são vistas durante seca em Manaus

VICTORIA LOUZADA

Defensoria expede recomendação para evitar falta de dinheiro nos caixas eletrônicos em Parintins

Patrick da Silva FARIAS